A carregar...

Série E-Line – Uma nova arquitetura para a gestão técnica centralizada

Série E-Line – Uma nova arquitetura para a gestão técnica centralizada


A tendência dos sistemas de gestão técnica é serem cada vez mais distribuídos pelo edifício, com controladores ou módulos de E/S’s locais ligados aos circuitos/máquinas que estão a controlar e autómatos centrais a gerir o sistema. Para tal, novos requisitos surgem, tais como design compacto para instalação em quadros elétricos de distribuição, comandos locais manual/automático,…



Respondendo a este novo desafio de controlo, a SAIA-Burgess Controls desenvolveu a série E-Line, com autómato e módulos de E/S’s compactos com dimensões semelhantes à restante aparelhagem para quadro elétrico de distribuição (baseado em DIN43880) mas com a mesma qualidade, fiabilidade e tecnologia dos autómatos SAIA PCD.



A série E-Line é composta por 4 tipos de módulos:


- Autómato E-Line PCD1, programável com o software PG5 (universal a todos os autómatos SAIA PCD), compacto mas com uma elevada capacidade de processamento, similar às restantes soluções PCD. É a solução ideal para funcionamento como unidade de gestão principal, por exemplo para controlo de um piso ou de uma zona técnica, em conjunto com outros módulos E-Line. 

 

- Módulos E-Line programáveis, que através do software PG5 (universal a todos os autómatos SAIA PCD), permite a operação autónoma dos módulos mesmo em caso de falha de comunicação com a GTC. É a solução ideal para controlo de instalações elétricas e climatização num quarto ou sala.


- Módulos E-Line remotos, controlados por autómato central, que permitem uma arquitetura distribuída com interligação local às E/S’s nos quadros elétricos parciais. Estes módulos disponibilizam ainda comandos locais.


- Componentes e Gateways, como modems rádio


E-lineesquema



A comunicação entre os diversos módulos E-Line é feita via rede RS485, no protocolo S-Bus. O autómato E-Line PCD1 incorpora ainda a comunicação Ethernet, permitindo a comunicação com a restante GTC e outros sistemas via rede estruturada do edifício.



Família E-Line



Autómato E-Line PCD1


E-linePCD1 Um novo modelo surge na gama de autómatos da SAIA Burgess Controls. Uma nova alternativa para a gestão técnica centralizada, com a possibilidade de instalação nos quadros elétricos de distribuição. Com este novo autómato, passa a ser possível uma nova arquitetura de GTC.


Com o vasto leque de interfaces e as E/S’s incorporadas, adicionalmente às slots para E/S’s adicionais, o novo autómato E-Line PCD1 pode adaptar-se a diversos tipos de aplicações de controlo e permite igualmente a interligação a redes externas em Bacnet, KNX, DALI, Modbus e M-Bus. 


O autómato E-Line PCD1 garante assim a implementação de uma gestão técnica eficiente do ponto de vista energético e ajuda no sentido de alcançar uma melhor avaliação na certificação energética de acordo com a norma europeia EN 15232:2012.



Características:

- 512 kB para projeto

- 128 kB RAM

- 128 MB memória Flash

- 4 ED, 2 EA, 1 Watchdog e possibilidade de expansão via 2 slots adicionais

- 5 interfaces de comunicação: 1xEthernet; 2xRS485; 1xUSB; 1xNFC

- Servidor Web e FTP

- Alimentação 24Vdc/ac

- Montagem em calha DIN, adequado a quadros elétricos de distribuição

- Programável com nova versão PG5, V2.2



Módulos E-Line programáveis


PCD1.G360x-C15 – A combinação de E/S’s digitais e analógicas deste módulo está otimizada para aplicações de climatização. As entradas digitais e analógicas disponíveis permitem a ligação a interruptores e a sensores de temperatura, humidade e qualidade do ar. Os relés estão definidos para ligação a VC’s e a um aquecimento elétrico. As saídas a triac permitem o comando de válvulas. 


PCD1.G1100-C15 – Otimizado para controlo de iluminação e de estores, com entradas digitais para ligar sensores. Os relés permitem o controlo dos motores dos estores elétricos ou da iluminação. As saídas analógicas disponíveis permitem igualmente o dimming de balastros que tenham interface 1-10V.


PCD1.F2611-C15 – Módulo para controlo de iluminação via DALI. Tem entradas digitais para ligação a sensores ou interruptores. Permite o comando de até 64 balastros em DALI, podendo alimentar essa rede.



Módulos E-Line remotos


E-linemódulosremotosPCD1.B10x0-A20 – Três modelos possíveis com combinação entre entradas e saídas digitais, até um máximo de 24 ED e 10 SD.


PCD1.G50x0-A20 – Três modelos possíveis com combinação entre entradas e saídas, digitais e analógicas.

Contacte-nos




-





* Campo de preenchimento obrigatório
Pretendo subscrever a Mailing List

Pesquisar

Newsletter

Receba as nossas notícias no seu e-mail